top of page
Buscar
  • Foto do escritorJOEL ARAO BEHPRO MAP

HIKIKOMORI - O QUE É ISSO?

O que é hikikomori?

O hikikomori é um fenômeno social originário do Japão, que tem despertado interesse e preocupação em diversas partes do mundo.

O termo "hikikomori" deriva do japonês e pode ser traduzido para o inglês como "withdrawn" ou "social recluse", ou seja, uma pessoa que se retira da sociedade e evita o contato social. Trata-se de um fenômeno complexo que afeta principalmente jovens adultos, que se isolam do convívio social por longos períodos, muitas vezes em seus próprios domicílios, vivendo em um estado de reclusão voluntária.

Origens e causas

A origem do hikikomori remonta ao final do século XX, quando começaram a surgir os primeiros relatos de jovens japoneses que se mostravam extremamente retraídos e recusavam-se a participar da vida social. Embora as causas do hikikomori sejam multifatoriais e complexas, alguns dos principais elementos que podem contribuir para o desenvolvimento desse comportamento incluem pressão social, altas expectativas da sociedade, dificuldades emocionais e familiares, além de fatores culturais próprios do Japão.

Características e sintomas

Os indivíduos afetados pelo hikikomori apresentam uma série de características e sintomas que os distinguem de outros grupos com problemas de isolamento social. Alguns dos sintomas mais comuns incluem a recusa persistente em sair de casa, a perda de interesse por atividades sociais, a depressão, a ansiedade, o sentimento de desesperança e a dependência excessiva da família.

Impactos na vida dos hikikomoris

O hikikomori pode ter severos impactos na vida dos indivíduos afetados e de suas famílias. O isolamento prolongado pode levar a uma série de problemas físicos e mentais, como a deterioração da saúde, a falta de habilidades sociais e a perda de oportunidades educacionais e profissionais. Além disso, a família também é afetada, enfrentando dificuldades financeiras, desgastes emocionais e um sentimento de impotência diante dessa situação.

Diagnóstico e tratamento

O diagnóstico do hikikomori não é fácil devido à complexidade do fenômeno e à falta de consenso sobre seus critérios. No entanto, é importante que a identificação e o tratamento sejam realizados o mais cedo possível, a fim de evitar complicações futuras. O tratamento envolve uma abordagem multidisciplinar, com a participação de profissionais da saúde mental, assistentes sociais e membros da família. Terapia individual, suporte emocional, intervenções familiares e programas de reintegração social são algumas das estratégias utilizadas no tratamento do hikikomori.



IMPACTOS NA SAÚDE MENTAL


Depressão e ansiedade

Um dos principais impactos do hikikomori na saúde mental está relacionado à ocorrência frequente de depressão e ansiedade. O isolamento prolongado pode levar a uma intensificação desses transtornos, pois a falta de conexão com a sociedade e o distanciamento dos relacionamentos afetivos podem levar a uma sensação de vazio emocional e solidão.


Baixa autoestima e autoconfiança

A falta de interação social e a ausência de experiências positivas podem levar ao desenvolvimento de baixa autoestima e autoconfiança. Os hikikomori frequentemente se sentem inseguros ao lidar com situações novas ou com o mundo exterior, pois se tornaram dependentes do ambiente restrito em que vivem. Essa falta de confiança em si mesmo dificulta a reintegração social e a retomada de uma vida saudável.


Autoisolamento e agravamento dos sintomas

O isolamento prolongado do hikikomori pode agravar seus próprios sintomas, tornando a saída do ciclo do autoisolamento ainda mais difícil. A falta de estímulo externo e a falta de suporte social podem contribuir para agravar a ansiedade, a depressão e outros problemas de saúde mental já existentes, prolongando o ciclo vicioso do hikikomori.


DIFICULDADES RELACIONADAS


Dificuldades de comunicação

Os hikikomori geralmente desenvolvem dificuldades na comunicação interpessoal, uma vez que passam grande parte do tempo isolados, sem prática social. A ausência de interações normais dificulta a habilidade de estabelecer relacionamentos saudáveis e a capacidade de se expressar emocionalmente. Essa falta de habilidades sociais torna a reintegração na sociedade ainda mais desafiadora.


Desenvolvimento interpessoal prejudicado

O isolamento prolongado do hikikomori também afeta negativamente o desenvolvimento interpessoal. A falta de contato social impede o aprendizado de habilidades de cooperação, empatia e resolução de conflitos. Como resultado, os hikikomori podem ter dificuldades em se conectar com os outros, o que pode levar à alienação e ao afastamento dos relacionamentos interpessoais que são fundamentais para uma vida saudável.


Estigma social e exclusão

A sociedade muitas vezes estigmatiza o hikikomori, ampliando o impacto social negativo da condição. A falta de compreensão e o estigma associado ao fenômeno dificultam a aceitação e a inclusão dos hikikomori na comunidade. Esse estigma também pode gerar isolamento social adicional, dificultando ainda mais a recuperação e reintegração dos afetados.


Se você conhece alguém com esse problema, pode me indicar, que tenho bastante experiência e posso ajudar, ou então indicar a pessoa para o tratamento correto.

24 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Afinal o que é autoconhecimento?

Como posso dizer que tenho autoconhecimento? Que parâmetros você tem e usa? Quando você vê os resultados de um exame de diagnóstico médico, e vê que a sua glicose está 135, você consegue saber se este

1 Comment


Sarah zerbaijao
Sarah zerbaijao
Nov 14, 2023

Gostei muito do tema, tem muita reportagem de fora, mas tenho amigos que são hikikomori e moram no Brasil. E o que você escreveu bate exatamente com os sintomas que eles apresentam, vou entrar em contato. obrigada.

Like

Joel Arao Psicólogo

bottom of page